quarta-feira, novembro 02, 2005

Excertos (10.47)

[047/2005]
A poesia exprime o rosto de todos nós

(...)
O próprio conceito de canção e o acto de cantar simbolizam a barca em que se parte pela imaginação rumo ao passado épico, garante da esperança na liberdade por vir: os feitos passados dizem que a canção subirá à praça onde todos se hão-de reunir para celebrar a liberdade vislumbrada em brumas que um dia serão sol pleno e límpido. Hoje não precisamos, felizmente, de resistir à opressão, no sentido em que disso se falava em 1965. Precisamos, sim, de quem tenha um lastro de memória que sustente uma visão lúcida e concreta sobre o presente dos cidadãos, e saiba temperá-la com a capacidade de ver mais longe, materializada num modo de ser cidadão activo, recto e empenhado. É isso o que vejo em Manuel Alegre, é também por isso que gostaria de o ver na Presidência da República do meu país.
(Leia o texto completo)
Paula Morão
Blog O Quadrado

4 Comments:

At 5:11 da tarde, Anonymous Maria escreveu...

É isso! Força e vamos pra frente!

 
At 11:56 da manhã, Blogger pindérico escreveu...

Vinha só para dizer que sim, "precisamos de quem tenha um lastro de memória que sustente uma visão lúcida e concreta sobre o presente dos cidadãos, e saiba temperá-la com a capacidade de ver mais longe" e tenho que acrescentar que nos não basta um "técnico" de Economia na Presidência da República!

 
At 2:40 da tarde, Blogger Ricardo Alves escreveu...

Adicionem o «Esquerda Republicana» à lista de blogues simpatizantes da candidatura de Manuel Alegre.
http://esquerda-republicana.blogspot.com/
Obrigado,

 
At 10:21 da manhã, Anonymous Anónimo escreveu...

Manuel Alegre é um grande Poeta e acima de tudo um grande Político. Com P maiúsculo, pois claro. E que não se envergonha de o ser, pois a política é uma das mais nobres actividades . Economia sim, mas há mais vida além dela. Especialistas há muitos, mas um PR tem que ser um generalista, e bom, para coordenar sensibilidades, saber ouvir e, depois, agir em conformidade.
Pôncio

 

Enviar um comentário

<< Home